Formulário de Contato

Confira o SITREP da semana epidemiológica de 25 de julho a 31 de julho  com  as últimas informações sobre a situação da saúde animal em todo mundo

Confira o SITREP da semana epidemiológica de 25 de julho a 31 de julho  com  as últimas informações sobre a situação da saúde animal em todo mundo

Por: Comunicação SDS

No Sitrep #51 houve oito relatórios de saúde animal em todo o mundo. Na Rússia, seguem crescendo os casos de Peste Suína Africana em suínos. A origem das infecções ainda é desconhecida e foram relatadas em quatro regiões do país. Na região de Petropol’e, 21 suínos foram considerados suscetíveis, sendo seis infectados e um deles veio a óbito. Já em Khryashchevsky, 26 suínos foram considerados suscetíveis e cinco confirmados, que vieram a óbito. Ainda na Rússia, em Shchelkovo, 14 suínos foram considerados suscetíveis e todos foram confirmados, 10 deles vieram a óbito e quatro foram eutanasiados. Por fim, em Krasnoles’e, nove suínos foram considerados suscetíveis, seis deles foram confirmados e vieram a óbito. Na fazenda de criação Chernolesskoye, mais de 2.000 suínos foram considerados suscetíveis, sendo que seis vieram a óbito. As medidas de segurança e controle já foram aplicadas.

Na China, foram notificados dois surtos de Influenza A, de alta patogenicidade, em aves selvagens (gaivotas-de-cabeça-marrom). Mais de 200 aves vieram a óbito e as medidas de controle foram adotadas.

Na Romênia, em uma criação de subsistência, um bovino foi confirmado para Antraz, causada pelo Bacillus anthracis. Até então era uma doença erradicada na região e a origem desse caso ainda é desconhecida. Medidas de controle foram adotadas e a vacinação ainda será aplicada.

Na Rússia também foram notificados dois surtos de Dermatose Nodular Contagiosa em bovinos. A origem é desconhecida, no entanto, mais de 700 animais foram suscetíveis, sendo 14 confirmados por PCR, sendo que esses foram eutanasiados.

Acesse o SITREP #51 aqui.

O que é SITREP Animal?

O Sitrep Animal é um documento que tem foco na divulgação de eventos de importância em saúde única internacional, com foco preventivo e informativo, baseado na vigilância de eventos através de canais diretos e indiretos, como sites oficiais e ferramentas de busca na internet. Sua importância se revela diante da praticidade e da confiabilidade trazidas, pois auxilia na análise epidemiológica da saúde animal em todo o mundo. Assim, contribui para profissionais da área de maneira que eles possam ficar a par das notificações feitas em determinado período.

Os Sitreps são feitos por estudantes residentes da Sala de Situação que, com o auxílio de um professor orientador, buscam esses dados em fontes seguras e os integram em um documento. Semanalmente, os dados são atualizados e reportados pelos alunos.

Saúde Única

Esse conceito surgiu para centralizar a integração entre saúde humana, saúde animal e saúde ambiental. Dessa forma, para garantir que a saúde única, ou One Health, em inglês, seja viabilizada na prática, é necessário que haja uma abordagem transdisciplinar, a qual resulte em ações que impactem os três âmbitos. Um exemplo é o controle de zoonoses, que traçam atividades de vigilância e prevenção de forma direta ou indireta sobre populações de animais alvo, que refletem em um benefício direto para a saúde humana. Assim, One Health torna-se fundamental para ultrapassar a barreira que divide as diferentes esferas de saúde e integrar as ações desses profissionais, tornando a saúde única.

O segmento One Health da Sala de Situação de Saúde é um grupo formado por seis integrantes fixos e quatro volantes. A cada mês, quatro membros do Programa de Residência Médica Veterinária da Universidade Nacional de Brasília integram os trabalhos do grupo. A intenção da equipe é introduzir atividades práticas e científicas no campo da saúde única.

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada.

Este sitio usa Akismet para reducir el spam. Aprende cómo se procesan los datos de tus comentarios.

Precisa da nossa ajuda?
A Sala de situação quer te apoiar a melhorar seu trabalho, conte conosco para fortalecer a vigilância em saúde em sua área de atuação.

    es_ESES