Formulário de Contato

Servidores de saúde usam o SisVetor-Campo na visita casa-a-casa em Manaus

Servidores de saúde usam o SisVetor-Campo na visita casa-a-casa em Manaus

O projeto ArboControl, uma parceria entre a Universidade de Brasília (UnB) e o Ministério da Saúde, visa a desenvolver ferramentas para apoiar a vigilância e controle das arboviroses Dengue, Zika e Chikungunya no Brasil.  Como integrante desta iniciativa desde 2017, a Sala de Situação de Saúde da UnB tem trabalhado na solução SisVetor (SV) para informatização das rotinas de trabalho nos municípios, com foco no desenvolvimento de aplicativo web (SV-Gestor), para as ações de planejamento e controle das atividades realizadas na base, e também o aplicativo (SV-Campo) para as atividades de campo. 

A equipe do Controle da Dengue da Secretaria Municipal de Saúde de Manaus (SEMSA) tem participado do piloto de avaliação do software desde 2019, utilizando a solução no controle de Pontos Estratégicos (PEs) na região Oeste do município. Em abril de 2022, foi realizada a avaliação da atividade de visita a casa-a-casa, que teve duração de 5 dias, envolvendo ações de planejamento, configuração, treinamento, coleta de dados em campo, revisão e monitoramento. Essa  experiência contou com a participação de servidores do Distrito de Saúde Sul, que utilizaram o aplicativo SV-Campo em uma área do bairro São Francisco, em Manaus. 

Avaliação do SiSVetor pela equipe de combate a endemias do Distrito Sul de Manaus foi bastante positiva com destaque para a consolidação de dados nas atividades realizadas em campo. Créditos: Arquivo ArboControl

A ferramenta foi avaliada pelos agentes de endemias como importante facilitador na análise da situação de saúde para a definição de estratégias de combate ao Aedes aegypti de maneira mais assertiva. Ao dinamizar as atividades de campo, substituindo a organização de dados muitas vezes feitas em papéis, em planilhas e mapas não oficiais, o SisVetor permite a consolidação das ações realizadas durante a visita casa-a-casa.  “Eu vejo esse sistema como um facilitador de informações, onde você vai ter a geolocalização, as coordenadas, você pode confeccionar os mapas, identificar os pontos onde está ocorrendo a quantidade maior de positividade de imóveis, tipos de recipientes. Podemos ter com mais precisão o mapeamento dos locais onde realizamos nossas atividades”, reforça Luciano Lopes,Chefe do Setor de Endemias do Distrito de Saúde Sul de Manaus.

SisVetor Campo

O SV-Campo permite a coleta de dados em campo sobre o endereçamento do imóvel e as ações realizadas no local, como contagem de criadouros e atividades de educação em saúde, além de incluir dados de coordenadas geográficas para acompanhar o monitoramento no mapa. Os dados coletados foram enviados em tempo real para o módulo SV-Gestor para o monitoramento das ações. 

A criação desse software faz parte do componente 2 do projeto ArboControl, voltado às novas tecnologias de inteligência entomológica para o controle do Aedes aegypti, e liderado pela equipe da Sala de Situação de Saúde da UnB. O objetivo é contribuir para o desenvolvimento de soluções tecnológicas no combate às arboviroses, sobretudo dengue, zika e chikungunya. 

Saiba mais sobre o projeto ArboControl em: sds.unb.br/arbocontrol/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Precisa da nossa ajuda?
A Sala de situação quer te apoiar a melhorar seu trabalho, conte conosco para fortalecer a vigilância em saúde em sua área de atuação.
pt_BRPT_BR