Formulário de Contato

12.02 Medidas de prevenção para idosos

De acordo com a Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia (SBGG), é
de extrema importância que nesse momento principalmente os cuidados com os idosos sejam redobrados, para que a doença possa ser evitada para essa população, pois sua transmissão é rápida, em geral pode ser percebida como um quadro gripal, onde 80% a 85% dos casos são leves, geralmente em jovens e crianças, mas para os idosos pode se manifestar de forma grave que normalmente é necessário a hospitalização e, além disso, pode ser fatal.
A SBGG aconselha de modo a prevenir a doença que idosos acima de 60 anos que sejam portadores de Doenças Crônicas não Transmissíveis (DCNT) ou outras comorbidades, para que sejam adotadas medidas de restrição de contato social impossibilitando o contato com pessoas assintomáticas, evitar aglomerações de pessoas, contato íntimo, viagens e contatos com crianças.
Ressalta-se a importância de seguir as recomendações de prevenção como
higienização freqüente das mãos, evitar contato com pessoas com sintomas de gripe e seguir a “etiqueta respiratória”.
Para os idosos que convivem em Instituições de longa permanência, de
acordo com a SBGG, estão com maior vulnerabilidade ao contágio da doença, pois são idosos com a saúde já debilitada e frágil, com doenças ou comorbidades em estágios avançados. Há um contato direto com pessoas e profissionais da saúde e passam muito tempo em ambientes fechados com outros indivíduos também em igual situação de saúde.

Comment on this FAQ

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Precisa da nossa ajuda?
A Sala de situação quer te apoiar a melhorar seu trabalho, conte conosco para fortalecer a vigilância em saúde em sua área de atuação.